DICAS DE VIAGEM PARA JERICOACOARA

16/12/2015 08:32

Vilarejo localizado a 300 quilômetros de Fortaleza impressiona pela rusticidade, em meio à paisagens paradisíacas de praias, lagoas, dunas e um belo pôr do sol.

Dunas, falésias, praias de águas mornas e cristalinas, e um pôr-do-sol estonteante. Jericoacoara, no extremo norte do Ceará, poderia resumir as belezas do Nordeste em um só lugar. Porém, o pequeno vilarejo tem características peculiares que lhe credenciam como um dos mais charmosos e rústicos destinos do Brasil. Por lá, as ruas não têm calçamento - são todas de terra e areia -, as casas simples respeitam a sustentabilidade, e a vegetação permanece praticamente intacta. Os ventos fortes que sopram na região formam verdadeiras montanhas de areia, que cobrem não somente as praias, mas todo o vilarejo. Essas dunas escondem um verdadeiro horizonte de praias e lagoas cristalinas.

A vila, carinhosamente apelidada de Jeri, fica em uma Área de Proteção Ambiental do município de Jijoca de Jericoacoara, a cerca de 300 quilômetros de Fortaleza. Sua localização privilegiada permite que os turistas façam roteiros personalizados, podendo coincidir com outros destinos encantadores da região, como Fortaleza, e municípios do Maranhão e do Piauí. Se tiver tempo (e dinheiro) sobrando, opte pela fascinante Rota das Emoções, um circuito especial que também engloba cenários como o Delta do Parnaíba (PI) e o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (MA).

Em Jericoacoara não tem bancos. Por isso, vá prevenido e leve dinheiro vivo (não dependa único e exclusivamente dos cartões). Hospitais também são bastante afastados do vilarejo, que conta apenas com um pequeno posto de saúde. Não esqueça de levar sua "farmacinha", com remédios e kits de primeiros socorros.

Quando ir

Jericoacoara é um destino badalado durante o ano inteiro. De fevereiro a junho é o período de chuvas, mas isso não significa que os dias são completamente molhados. Você correrá um risco maior de pegar climas mais instáveis, mas, de um modo geral, o sol também irá brilhar com força. Nesta época, as diárias costumam ser mais em conta. A partir de julho, as chuvas cessam, e o calor é mais intenso. Vá preparado, com roupas leves e muito protetor solar.

Como Chegar

Não é lá muito fácil chegar em Jericoacoara. A rodovia de Fortaleza à Jeri é até boa (CE-085, também conhecida como Estruturante), mas o final do percurso é feito em estradas de areia e dunas. Por isso, só é recomendado para quem conhece o trajeto. Se for alugar carro, prefira os veículos 4x4, e saiba, de antemão, que eles não poderão circular por todo o vilarejo.

A melhor maneira de chegar ao povoado é a partir de Fortaleza, de onde chegam voos de todas as partes do Brasil (e do mundo) para o Aeroporto Internacional Pinto Martins. De lá, há duas boas opções: tomar um ônibus executivo na capital cearense até Jijoca, em uma viagem que pode durar até sete horas. Depois, já na cidade, pegar uma "jardineira", uma espécie de caminhão especial que leva os turistas até Jericoacoara. Empresas de transfer - como a Fretcar - realizam o serviço a partir do aeroporto e/ou da rodoviária.

A outra alternativa para se chegar ao vilarejo é através do serviço de transfer individual, com veículos 4x4. Um motorista lhe busca no hotel ou no aeroporto (ou em qualquer outro lugar combinado), e leva até Jericoacoara. A viagem será bem mas rápida, mas também sairá bem mais caro.

Onde Ficar

Jericoacoara é um vilarejo pequeno, e a maioria dos hotéis e pousadas ficam bem próximas à rua principal. Existem opções luxuosas, como o Essenza Hotel - de frente para a Duna do Pôr do Sol -, e o Hurricane Jeri, e outras mais simples, como a Pousada Calanda e a Pousada Vento de Jeri. Em comum, estruturas rústicas que prezam pela sustentabilidade, uma marca das construções do vilarejo.

O que fazer:

Pedra Furada - É o maior cartão-postal de Jericoacoara. Como o nome sugere, a Pedra Furada é um gigantesco bloco de rochas à beira mar com uma fenda no meio, esculpida naturalmente pela ação da água e dos ventos. Para se chegar lá, basta caminhar em direção ao leste, passando pela Praia Malhada. Fique de olho na tábua de marés, pois em período de cheias, é recomendado que a caminhada seja feita pelo Morro do Serrote, onde há uma trilha com vista estonteante para o mar.

Praia de Jericoacoara - A praia que dá nome ao vilarejo é a mais próxima do burburinho da rua principal. Suas águas são mornas, cristalinas e rasas, mas costumam ficar movimentadas pela ação dos ventos. Aliás, justamente por esta característica, é o local mais apropriado para a prática o windsurf, bastante requisitado por lá. Nas areias, a praia de Jeri é ornamentada por dunas de até 30 metros, entre elas, a famosa Duna do Pôr do Sol, que tem este nome não é por acaso. Lá é o melhor lugar para acompanhar o espetáculo do pôr do sol, que brinda os turistas diariamente.

Praia Malhada - Fica no caminho para a Pedra Furada. É uma praia sem muita estrutura e com um mar agitado, ideal para a prática do surfe. Nas margens, pedras formam verdadeiras piscinas naturais, com águas quentes e relaxantes. Fica a cerca de dez minutos do centro da vila.

Mangue Seco - É uma praia um pouco mais afastada do vilarejo, com uma areia fina e plana, o que facilita para a chegada dos buggys. Além do mar cristalino, outra coisa que impressiona em Mangue Seco são as árvores com raízes aparentes, que se espalham pelas dunas. O local também é conhecido por abrigar o encontro do Rio Guriú com o mar, onde é possível ver cavalos marinhos ao vivo em um viveiro natural. Aproveite para esticar seu roteiro até Tatajuba, no município vizinho de Camocim, onde também há lagoas paradisíacas e passeios pelas dunas.

Lagoas Azul e Paraíso - Muitos as consideram mais bonitas que as praias. E tamanho fascínio tem explicação. Na verdade, as lagoas Azul e Paraíso fazem parte do mesmo espelho d'água - a Lagoa de Jijoca -, mas as diferentes tonalidades parecem construir duas piscinas naturais diferentes. Ficam no município vizinho de Cruz, a poucos quilômetros de Jijoca. Este é o local onde há aquelas redes posicionadas dentro da água. Em ambas, a estrutura é boa, com quiosques e barracas nas areias,e a água é absolutamente transparente. Menos de meia hora separam os dois pontos da Lagoa de Jijoca, e a melhor maneira de chegar lá é através dos buggys que saem do vilarejo.

Vida Noturna - Jericoacoara tem vida noturna concentrada principalmente na rua Principal. Por lá, barraquinhas vendem coquetéis dos mais variados sabores, restaurantes oferecem o melhor da gastronomia nordestina e internacional, e bares animam os turistas ao som de muita música ao vivo - do samba ao forró. Basta caminhar um pouco para encontrar o estabelecimento que melhor se enquadra ao seu gosto. Unanimidade mesmo é a Padaria Santo Antonio. É uma padaria com características próprias: ao invés de funcionar durante o dia, o estabelecimento abre às... 2h da manhã! Justamente para agradar aos baladeiros. Por isso, não se preocupe se você sair de algum bar ou luau no vilarejo com fome.

Fonte: Pureviagem

 

Voltar

Contato

Conselho Comunitário de Jericoacoara
Rua principal,00
Jericoacoara - Ceará - Brasil
62598-973

5588 9914 8625

Conselho Comunitário de Jericoacoara © Todos os direitos reservados.

A Serviço da Comunidade - www.jeri.org.br - info@jeri.org.br