PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BASICO

19/05/2016 11:39

APRESENTAÇÃO


Os Planos Municipais de Saneamento Básico são resultados de um conjunto de estudos que objetivam identificar a atual situação dos municípios e planejar as ações e alternativas para a universalização dos serviços de saneamento, promovendo, desta forma, melhorias na saúde pública e no meio ambiente. Trata-se de um instrumento estratégico de planejamento e gestão participativa, o qual visa atender ao que determina os preceitos da Lei Nº 11.445/2007.

O Plano Municipal de Saneamento de Jijoca de Jericoacoara foi realizado em duas grandes etapas, que foi a elaboração do Plano de Mobilização Social e a elaboração do
Plano Municipal de Saneamento Básico, propriamente dito. A elaboração do Plano de Mobilização Social (Produto B) consistiu no planejamento da mobilização da população, com a definição das instâncias e atividades que foram executadas durante todas as etapas do PMSB. A elaboração deste plano é composta pelos seguintes produtos:
A. Cópia do ato público do poder executivo (decreto ou portaria, por exemplo), com
definição dos membros dos comitês;
B. Plano de mobilização social;
C. Relatório do diagnóstico técnico-participativo;
D. Relatório da prospectiva e planejamento estratégico;
E. Relatório dos programas, projetos e ações para alcance do cenário de referencia;
F. Plano de execução;
G. Minuta de projeto de lei do Plano Municipal de Saneamento Básico;
H. Relatório sobre os indicadores de desempenho do Plano Municipal de
Saneamento Básico;
I. Sistema de informação para auxílio à tomada de decisão,
J. Relatório mensal simplificado do andamento das atividades desenvolvidas; e
K. Relatório Final do Plano Municipal de Saneamento Básico.
O presente documento se refere ao “Produto K – Relatório Final”, relatório integrante do Plano Municipal de Saneamento de Jijoca de Jericoacoara. Trata-se da consolidação dos produtos C, D, E, F, H, I, o mesmo levou em consideração todos os componentes do saneamento, e foi organizado nos capítulos a seguir:
1. Introdução: Breve introdução acerca da importância da Lei 11.445/2007, dos Planos Municipais de Saneamento Básico e suas consequentes melhorias na saúde pública e no meio ambiente.

2. Objetivos: Apresentação dos principais objetivos da elaboração do Plano.

3. Caracterização da área de planejamento: Levantamento dos aspectos socioeconômicos, físicos, sociais, ambientais e culturais do município, e descrição e caracterização, em todos os aspectos, da área de planejamento.

4. Política e gestão dos serviços de saneamento: Levantamento da legislação e análise dos instrumentos legais e das normas de regulação. Caracterização dos prestadores de serviço de saneamento básico do município, estrutura tarifária, dentre outros aspectos.

5. Diagnóstico Técnico Participativo: Descrição da atual situação de toda a infraestrutura de saneamento básico do município, tanto nas áreas urbanas como nas áreas dispersas, considerando sua adequabilidade e eventuais problemas.

6. Prospectivas e planejamento: Elaboração da prospectiva estratégica, compatível com as aspirações sociais e as características econômicas e ambientais do município.

7. Programas, projetos e ações: Trata-se do detalhamento das medidas a serem tomadas estruturadas em programas, projetos e ações específicas para cada eixo do setor de saneamento.

8. Plano de Execução: Elaboração da programação de implantação dos programas, projetos e ações em horizontes de curto, médio e longo prazo, estimando e identificando as fontes dos recursos financeiros necessários à execução do PMSB.

9. Indicadores de desempenho: Apresentação dos indicadores utilizados para acompanhar as metas do plano.

10. Sistema de Informações: Apresentação do Sistema de Informação do Saneamento Básico do Município, sua estrutura de funcionamento, os responsáveis pela operacionalização do Sistema de Informação e sua interface.

Leia o Relatório Completo.

Voltar

Notícias

  • 08/12/2017 20:51

    ATA REUNIAO CAGECE E ARCE 08.12.17

    Aos 8 de dezembro de 2017, Alceu Galvão da ARCE da abertura ao evento cumprimentando a todos e dizendo que nesta semana foi procurado pelo presidente da CAGECE que o relatou dos problemas relativos ao uso indevido da rede de esgoto da Vila de Jericoacoara e das necessidades de compartilhar essa...

  • 20/09/2017 21:47

    COMEÇARÁ AMANHÃ A TAXA DE TURISMO SUSTENTÁVEL DE JERICOACOARA

    Começará amanhã a cobrança da Taxa de Turismo Sustentável de Jericoacoara no valor de R$ 5,00 por dia por visitante. Do montante arrecadado, será destinado 70% para investimento em Jericoacoara e 30% em outros distritos. Com a chegada do Aeroporto e novas estradas nos municípios vizinhos,...

  • 15/08/2017 21:50

    PRESTACÃO DE CONTAS PROJETO MINHA ESCOLA É BONITA

    OI

  • 17/07/2017 09:23

    TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICIPIOS LIBERA RELATÓRIO FINANCEIRO DE JIJOCA DE JERICOACOARA

    Tribunal de contas dos Municípios faz liberação de dados financeiros do 1º quadrimestre de Jijoca de Jericoacoara. Estamos com a maior arrecadação para o período, mas como todos os prefeitos, não há cumprimento do percentual da folha de pagamento sobre a receita. ---- Senhor(a) Prefeito(a), O...

  • 09/07/2017 13:14

    TURISMO EM JERI. O HISTÓRICO DESAFIO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL EM JERICOACOARA

    A projeção de aumento do fluxo turístico com o Aeroporto Regional de Jericoacoara restabelece o debate sobre os impactos ambientais na região. Um plano de mitigação de danos está em elaboração, mas o turismo se amplia, entre ganhos e perdas, desde a década de 1980. Quem está de passagem pela vila...

  • 09/07/2017 13:01

    LIXO. JIJOCA DE JERICOACOARA NÃO TEM PLANO PARA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS

    Sem plano municipal de gestão dos resíduos sólidos, Jijoca de Jericoacoara despeja os entulhos em dois terrenos próximos à Comunidade do Baixio (entre Jijoca e Cruz). O POVO esteve no lugar no último dia 29 de junho (o acesso é pela rodovia CE-085) e viu muitos plásticos, vidros e orgânicos...

  • 09/07/2017 12:50

    JERICOACOARA. CHEGADA DE AEROPORTO A JERI REFORÇA NECESSIDADE DE CUIDADO AMBIENTAL

    Fluxo de visitantes aumentará em Jeri. A intensificação do turismo estimula a economia e gera mais demanda para o meio ambiente. Jericoacoara é, ao mesmo tempo, lugar de todo mundo e de ninguém. O neozelandês Tomas Dib, 26, que há três anos orienta passeios de blokart na praia mais procurada da...

  • 07/07/2017 13:37

    CONTRAPROPOSTA AO ART 180 DO CÓDIGO TRIBUTÁRIO MUNICIPAL QUE TRATA DA TAXA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

    Nessa sexta-feira dia 07 de julho de 2017, foi protocolada na Prefeitura de Jijoca uma contraproposta ao artigo 180 do código tributário municipal, que trata sobre a TAXA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL. Visto que ninguém aceitou: 1. Empresário será responsável pela cobrança da taxa. Tem que ser a...

  • 03/07/2017 22:58

    REUNIÃO SOBRE A TAXA DO TURISMO SUSTENTÁVEL

    Na data de hoje aconteceu uma reunião promovida pela ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL EU AMO JERI, onde a prefeitura foi chamada para debater sobre a TAXA DE TURISMO SUSTETÁVEL. A principio a reunião tinha a confirmação do Prefeito Lindberg Martins, mas o mesmo não pode vir. Estiveram presentes por parte da...

  • 16/06/2017 19:56

    ABERTA INSCRIÇÕES DE INSTRUTORES DE WINDSURF E KITESURF NO ICMBIO

    ICMBIO ABRE INSCRIÇÕES PARA INSTRUTORES DE WINDSURF E KITESURF, CONFORME MANDA A PORTARIA 83. PERÍODO DE INSCRIÇÃO: 20 DE JUNHO A 08 DE AGOSTO DE 2017. MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA...

1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Contato

Conselho Comunitário de Jericoacoara
Rua principal,00
Jericoacoara - Ceará - Brasil
62598-973

5588 9914 8625

Conselho Comunitário de Jericoacoara © Todos os direitos reservados.

A Serviço da Comunidade - www.jeri.org.br - info@jeri.org.br