O Município

 

Jijoca de Jericoacoara Ceará - CE 

Endereço:
Rua Minas Gerais – Centro.
Cep: 62.598-000

Telefone: (88) 3669- 1133 / Fax: (88) 3669.1133/ 1164

E-mail: prefijijoca@ig.com.br

 Histórico.

 Distrito do Município de Acaraú. Criado pela Lei municipal nº 94, de 29 de junho de 1923. A vila fica na enseada desse nome, o ponto mais setentrional da costa cearense, na qual, em 1614, depois de desembarcar no Iguape (hoje Jacaúna, no Município de Aquirás) e de demorar-se no Ceará (Fortim de São Sebastião, de Soares Moreno), esteve Jerônimo de Albuquerque e ali ergueu ao pé do serrote uma pequena fortaleza, com estacas de madeira o forte de Nossa Senhora do Rosário, tendo-se celebrado a 5 de outubro festas em louvor da Santa. No mesmo ano esse fortim fora atacado (18 de junho), pela gente de Du Prat, pirata francês, compondo a tripulação de uma nau, porém é repelida heroicamente, posta em fuga os 200 homens por eles desembarcados, dos quais 12 foram mortos e cerca de 30 feridos, graças ao valor das poucos defensores do forte, à frente deles o citado Jerônimo de Albuquerque e o capitão Manuel d'Eça. A enseada é contornada de serrotes, no topo de um dos quais, a 120 metros do nível do mar, se acha instalado um farol inaugurado em 16 de novembro de 1952, tendo sido construído sob a direção do capitão Jorge Leite da Silva. O topônimo, segundo Pompeu Sobrinho (Revista do Instituto do Ceará, v. 59, p. 186) foi registrado no começo do século XVII, mas provavelmente já existia desde o fim da precedente. 

O regefeiro de Leça, piloto da armada que levou de Pernambuco ao Maranhão o Capitão-mor Alexandre de Moura, no ano de 1615, no seu Roteiro refere-se à paragem de Gericoacoara, e ao parcel dos acaraque. No ano anterior, em carta do Rei, o Governador Gaspar de Sousa escreveu Jaracoara, e Diogo de Campos na Jornada do Maranhão (1615) grafa Geriguaguara. Registram ainda este topônimo tupi, na primeira metade do século, Bento Maciel Parente, num memorial de 1626, sob a forma Jurucoaquara; Kelian Resenlaer, 1628, que fala da praia de Jurcoaquara. Nos mapas quinhentistas ordináriamente prefere-se o nome português de Buraco das Tartarugas. O cartógrafo Albernaz registra Juroquaquara e escreve ao lado Agulheiro das Tartarugas. Atualmente a versão portuguesa desapareceu e somente a tupi domina. Etimologicamente, Jericuacuara ou, como ordinariamente se escreve, Jeriquaquara é expressão tupi que Teodoro Sampaio interpreta: y urucua tartaruga, cuara buraco, refúgio ou esconderijo. Portanto refúgio das tartarugas. Malgrado a expressiva significação do nome indigena, os nossos tupinólogos não se tinham posto de acordo antes de Sampaio. 

Antônio Bezerra (apud paulino Nogueira), diz no jornal Constituição, de 31 de maio de 1885, buraco das aves variadas, doe jeru ou ajeru ave, papagaio, guá variada, e coara buraco. Martius, por sua vez, explica: enseada da várzea dos pagagaios, de Ide jeru papagaio, cuá várzea e cuara buraco (sic). "Leia-se Paulino Nogueira, Vocabulário p. 326 e Raimundo Girão Bichos Ceares na Obra de Alencar, Fortaleza, Imprensa Universitária, 1977, verbete Papagaio. O pequeno santuário de Nossa Senhora do Rosário sobreviveu aos tempos, mas, em 1880, o agricultor Antônio Pereira Brandão tomou a si construir outra capela no lugar Caiçara, sob a invocação de São Francisco de Assis, templo que em 1914 Manuel Ferreira da Silva e outros reformaram, aumentando-o.

Em 1955 o Pe. Expedito Silveira lançou a pedra fundamental de nova capela na vila sede. Sobre Jeriquaquara leia-se Nicodemos Araújo, Município do Aracaú Notas para a sua história. Fortaleza, Imprensa Oficial do Ceará si d, p. 279 e segs. E de modo especial "Vicente Pinzón e o Ceará Excursão ao Cabo de Santa Maria", de Guarino Alves, na Revista da Sociedade de Geografia e História (nova fase); v. VIII, ps. 45-65, março de 1979).

 Divisão Administrativa:

 Desmembrado do município de Cruz através da lei 11796 de 06/03/1991 e tendo como data de instalação 01/01/1993.Após a criação do município de Cruz, no dia 14 de janeiro de 1985, Jericoacoara passou a ser vinculada ao município o recém-criado.

 

Gentílico Jijoquense.

 

Fonte: Girão, Raimundo. Municípios cearenses e seus distritos. Fortaleza, 1983.

Autor do Histórico: RITA DE CÁSSIA ALENCAR

Fonte: IBGE

 


 

História de Jijoca de Jericoacoara.

 

Devido a sua imensa beleza, a praia de Jijoca de Jericoacoara foram as primeiras terras a serem colonizadas pelos portugueses no Estado do Ceará. No ano de 1614 uma expedição militar conquistou toda a zona, habitada por tribos indígenas desde o princípio que se dedicavam a caça e a pesca.

 

Nas redondezas da Praia de Jericoacoara se fundou um pequeno povoado que tinham como principais atividades econômicas a agricultura e a pesca, era a origem da Vila de Jericoacoara. Durante vários séculos uma grande parte destas terras não foram exploradas nem ocupadas, foi o que ajudou para que se conservasse o estado virgem até agora.


No ano de 1923 foi construída a Vila de Jericoacoará e as terras que hoje em dia formam o município pertenciam ao município de Acaraú.
No ano de 1984 se criou a Área de Proteção Ambiental de Jericoacoara, para conservar e proteger seu maravilhoso entorno natural.
A partir deste momento, o pequeno povoado de pescadores que não superava os 2.000 habitantes, começou a crescer e surgiu o turismo, que se converteu em uma das suas principais atividade econômicas.


Foi só no ano de 1990 que se iniciou a sua emancipação política, no dia 17 de setembro de 1990 quando se organizou um plebiscito, no qual o povo pode expressar a sua vontade de criar um município autônomo. Seis meses mais tarde, no dia 06 de março de 1991 se fundou o atual município de Jijoca de Jericoacoara.


Atualmente Jijoca de Jericoacoara é um dos principais destinos turísticos do Estado do Ceará. Os pontos turísticos mais procurados para milhares de turistas amantes da natureza, que os visitam todo o ano, são seus paraísos naturais, seus rios, suas lagunas e suas praias de imensa beleza.


Uma das praias mais conhecidas do município e considerada uma das mais belas do Brasil e do Mundo, é a Praia de Jericoacoara, localizada dentro do 'Parque Nacional de Jericoacoara', onde localiza-se um dos seus principais símbolos naturais, a Duna Pôr-do-Sol. Além disso, merece especial destaque a Pedra Furada, outra das principais estampas, e a Lagoa de Jijoca, verdadeiro paraíso natural freqüentado pelos amantes dos esportes náuticos.

 

Fonte: Site Prefeitura

PLANO DIRETOR

Jericoacoara é em sua origem uma vila de pescadores, situada cerca 300Km de Fortaleza, Capital do Ceará, no Nordeste do Brasil; a 2.47 graus de latitude Sul.


Jeri já anos atrás foi classificada como uma das dez praias mais belas do mundo, em ocasião duma reportagem do importante "The Washington Post" (clique aqui para ler o artigo); e desde 1984 se encontra no centro de uma APA (Area de Proteção Ambiental), sendo assim sob controle ecológico e paesagístico do IBAMA / SEMACE.

Portanto ali é proibida a construção de estradas e a edificação com altura superior a dois andares, não foi autorizada a instalação de postes de iluminação elétrica.

Em Jeri existe quatro "ruas" principais, quase paralelas; das quais três terminam no mar, e outras pequenas travessas, tudo rigorosamente de areia.

O QUE É A APA DE JERICOACOARA?

A Área de Proteção Ambiental de Jericoacoara foi criada em 1984, através de uma lei federal, que determinou diversas normas à serem obedecidas no local. A fiscalização e o controle da APA é feito pelo IBAMA, que mantém um escritório e uma equipe no local. A área protegida é de aproximadamente 200 km2, tendo como limite leste a praia do Preá, e como limite oeste a vila do Guriú. Os limites da APA se estendem até cerca de 10 km de distância do litoral, e nela estão incluídos os mais diversos cenários: dunas móveis gigantescas, lagoas de água cristalina, manguezais, coqueirais, praias de enseada com mar calmo, praias de oceano com ondas, praias rochosas, cavernas... Novas construções devem obedecer diversas restrições. Está em construção em Jericoacoara uma usina de reciclagem de lixo, para resolver o problema do lixo.

Topo

PORQUE PLANO DIRETOR

Jijoca de Jericoacoara é um município atípico e especial dentro do Estado em função de:

Conservar grande parte do seu território de uma forma primitiva e intocável;
Ter mais de 28% do seu território correspondente à APA.
Ter uma cidade com população reduzida;
Ter grande dificuldade de acesso e ser visitado por um número crescente de pessoas;
Estar crescendo a taxas próximo à 10% aa quando a média estadual gira em torno de 2% a.a

Sua aparente fragilidade é contraposta por:

Um reconhecimento internacional mais expressivo que a própria Capital;
Abrigar algumas atividades altamente especializadas como o windsurf, entre outros;
Ter uma atividade econômica, com características globalizadas;
Ter uma visibilidade, internacional;
Congregar pessoas de diversas nacionalidades;
Ser um dos pontos de entrada do turismo do Estado.

Por tudo isto o Governo do Estado do Ceará resolveu planejar Jijoca de Jericoacoara tendo como principal instrumento o presente trabalho - Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano .

O Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano- PDDU Jijoca tem:

caráter preventivo de impedir depredações e danos a natureza,
a missão de promover o desenvolvimento,
a função de regular e normatizar as atividades e a forma de utilizar e ocupar o espaço,
o objetivo de garantir o bem estar da comunidade,
a obrigação de corrigir as falhas e distorções encontradas na evolução do processo
e, principalmente ditar as estratégias que garantam a sustentabilidade das atividades econômicas, da natureza e promovam avanços nas condições de vida do homem.

Topo

CRECHE

Este edificio foi implantada no centro do terreno, garantindo recuos generosos que juntamente com o muro que a protege proporcionam segurança às atividades realizadas no local.

O edifício apresenta uma forma simétrica composta por vários elementos comuns aos demais equipamentos propostos como palha, telha de barro, esquadrias de madeira e vidro, tesoura de madeira e combogó.

As salas de aulas encontram-se nas extremidades opostas do prédio, enquanto as outras atividades como recepção, diretoria, cozinha e sanitários concentram-se no centro do mesmo. Criou-se um pátio de recreação para os alunos sob uma coberta de palha localizada atrás da edificação

 

 


Topo

POSTO POLICIAL

Este projeto segue o padrão estabelecido pelo DERT. Baseado nessas especificações teve-se a preocupação de resguardar o prédio garantindo ao máximo a segurança.

Existe apenas um acesso principal ao edifício, marcado pelo rebaixamento do telhado formado por duas águas com uma tesoura de madeira. O restante do prédio é protegido por um muro . Foi proposto na rua lateral um acesso de serviço para a entrada de veículos.

Segundo o programa de necessidades foi proposto os seguintes ambientes: recepção, dormitório, banheiros, sala do Capitão, permanência, refeitório e cozinha.
O edifício foi implantado com sua fachada principal voltada para o norte.

 

 


Topo

 

POSTO DE SAÚDE

A posição do edifício no lote foi determinada pela necessidade do aproveitamento da ventilação natural do local. Devido a sua função médica, o prédio precisa de uma boa salubridade e de um bom conforto ambiental. Para tanto criou-se um shed na coberta que possibilita a reciclagem do ar no interior do mesmo.

Foi criado na entrada principal um acesso de veículos que possibilita a proximidade do mesmo ao edifício facilitando o atendimento da população que necessita desse serviço. Também foi previsto um acesso de serviço para funcionários, saída de lixo ou equipamentos contaminados e possível acesso de ambulância.

Do lado leste do prédio foi proposto um quiosque, com coberta de palha, para realização de palestras comunitárias. Foi proposto na rua lateral um acesso de serviço para a entrada de veículos.

Segundo o programa de necessidades foi proposto os seguintes ambientes: recepção, dormitório, banheiros, sala do Capitão, permanência, refeitório e cozinha.

O edifício foi implantado com sua fachada principal voltada para o norte.

Topo

CENTRO DE CULTURA E TURISMO

Localizado no principal largo da Vila de Jericoacoara o edifício em questão, juntamente com o Centro de Visitantes, já implantado, conformam o núcleo voltado a divulgar as peculiaridades da cultura local e a atender as necessidades dos turistas que buscam informações sobre a vila.

Com o intuito de amenizar o impacto urbano com a implantação de um novo edifício buscou-se localizar o equipamento na mesma posição do Posto de Saúde.

Situado em frente ao Centro de Cultura e Turismo foi reservado um local para apresentações musicais ou manifestações de caráter social.

O edifício proposto possui três entradas, sendo a principal voltada para o largo. Conforme o programa de necessidades foi proposto para esse prédio espaços como lanchonete, loja de souvenir, agência de viagem, agência bancária, sala de vídeo, administração, dentre outros.

Será permitida a passagem de veículos neste largo somente em casos extremos, sendo seu principal uso destinado à divulgação da cultura e ao atendimento do visitante, já que o turismo é a grande vocação econômica do Município.

A concepção do projeto foi baseada na necessidade de garantir um conforto ambiental no interior do mesmo. Para isso criou-se elementos que possibilitem a ventilação cruzada como: separação da coberta com a vedação, quando possível a não utilização de forro, uso de esquadrias com venezianas e o pátio interno que funciona como exaustão do conjunto.

O equipamento proposto precisa estar equilibrado com o entorno reforçando a idéia de que o edifício precisa refletir os costumes e a vida da sociedade, para tanto buscou-se a utilização de materiais já utilizados em algumas edificações como a telha de barro, a madeira e o tijolo aparente.

Topo

OFICINA DE ARTESANATO

Um espaço de grande potencial econômico para a Vila, no sentido de impulsionar e divulgar a produção do artesanato local.

Situa-se ao sul da Vila, em uma área de recente ocupação. Optou-se por localizar a edificação em uma das extremidades do terreno, sendo este bastante extenso, de forma a liberar a outra extremidade para posterior ocupação.

Os blocos principais distribuem-se ao longo do terreno, enquanto o bloco circular, das lanchonetes, surge como um contraponto às outras edificações, sendo o articulador do conjunto. O bloco central, de formas curvas, apresenta-se como um grande vão livre sob uma coberta formada por tesouras de madeira e palha, destinado à exposição de peças de artesanato (artigos em cipó, peças pintadas à mão e feitas em crochê, bolsas, chapéus e cestas de palha, dentre outros artigos), composto, ainda, por administração e depósito. Os blocos extremos correspondem à oficina e sanitários à oeste, e salas de aula, à leste. A diferenciação entre os materiais da coberta expressa um contraste no conjunto, porém sem perder a unidade, garantida por diversos elementos em comum como as grandes tesouras de madeira e as esquadrias de madeira e vidro.

 

Topo

MERCADO PÚBLICO

O edifício foi localizado no centro do terreno, garantindo um recuo com as edificações vizinhas, além do aproveitamento da ventilação e insolação generosa do local para manter o ambiente arejado e salubre.

Os acessos ao conjunto poderá ser feito por todas as vias, garantindo uma maior integração do equipamento com seu entorno. Foram criados caminhos pavimentados que conduzem os transeuntes aos principais pontos de chegada do edifício, além de facilitar o acesso de pessoas portadoras de deficiências físicas.Foi previsto uma área de estacionamento e outra de carga e descarga de mercadorias. Esta foi localizada em uma rua secundária que viesse a ser utilizada tanto para o mercado como para a horta situada no terreno ao lado. Também foi proposto uma área destinada à feira, caso seja necessário a implantação dessa atividade.

A concepção do edifício foi baseada na necessidade de manter as condições. A concepção do edifício foi baseada na necessidade de manter as condições básicas de higiene, com isso buscou-se separar as atividades ligadas à carne, peixe e verdura em blocos distintos, porém distribuídos harmoniosamente no conjunto.

 

 

 

Enquete

O QUE VOCÊS ACHAM DA ADMINISTRAÇÃO DO LINDBERG MARTINS

Total de votos: 10

CONTAS PREFEITURA

 

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA

SITE PREFEITURA

 

Contato

Conselho Comunitário de Jericoacoara
Rua principal,00
Jericoacoara - Ceará - Brasil
62598-973

5588 9914 8625

Conselho Comunitário de Jericoacoara © Todos os direitos reservados.

A Serviço da Comunidade - www.jeri.org.br - info@jeri.org.br